Geddel Vieira Lima, ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo

O advogado Gustavo Ferraz se diz traído por Geddel

O atual presidente do PMDB da Bahia é o irmão dele, o deputado Lúcio Vieira Lima.

Até hoje, o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, o homem da mala filmado pela Polícia Federal em São Paulo, também nada disse a respeito.

A Operação Cui Bono investiga esquema de fraude na liberação de créditos da Caixa Econômica Federal, no período entre 2011 e 2013. Além disso, no local, foi encontrada uma fatura em nome de Marinalva Teixeira de Jesus, apontada como empregada doméstica do congressista.

No pedido enviado à Justiça e autorizado pelo juiz da 10ª Vara Federal do Distrito Federal Vallisney de Souza Oliveira, a PF diz que Geddel tem agido para evitar evitar que o operador Lúcio Funaro e o ex-deputado Eduardo Cunha firmem acordo de delação premiada.

Caberá aos ministros da Corte deliberar se toda a investigação correrá na instância superior ou apenas a parte referente a Lúcio.

Notícias relacionadas: