Safra brasileira de grãos deverá crescer 30,4% em 2017 — IBGE

DIVULGAÇÃO					Clique para ampliar

A safra brasileira de cereais, leguminosas e oleaginosas deve fechar 2017 com um crescimento de 30,4% em relação ao ano passado. Na colheita de soja a produção teve uma estimativa 0,1% menor em agosto na comparação com julho, segundo o IBGE. Os dados refletem a piora na estimativa do Paraná, de produção de 2,6 milhões de toneladas, um recuo de 8,1% ante o mês anterior.

Com alta esperada de 19,6% em relação a 2016, a produção de soja deve ter safra recorde de 115 milhões de toneladas. Segundo a estimativa de agosto deste ano, do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, divulgado hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o ano deve ser encerrado com uma safra de grãos de 240,9 milhões de toneladas. A produção da 1ª safra de feijão está estimada em 1,6 milhão de toneladas, uma redução de 1,6% frente a julho.

A 2ª safra de feijão foi estimada com uma redução de 0,5% frente a julho, acompanhando as quedas de 0,1% no rendimento médio e de 0,4% na área a ser colhida. "O crescimento do rendimento médio não ocorreu em função de melhoria nas condições climáticas, e sim em função da menor área a ser colhida [que diminuiu 7,4%], já que algumas áreas, provavelmente, não serão colhidas devido ao baixo rendimento", diz o relatório do #IBGE.

Para a 2ª safra de feijão espera-se uma redução de 0,5% frente a julho, principalmente devido à estimativa de queda de 10,2% atribuída ao estado do Mato Grosso do Sul, aonde as chuvas reduziram em 9,9% a produtividade das lavouras. Em alguns estados do Nordeste, a falta de chuvas regulares durante o ciclo prejudicou a produção do milho, como no Piauí (-6,7%), Rio Grande do Norte (-7,8%) e Paraíba (-48,6%).

Notícias relacionadas: