Furacão Irma continua a destruição por onde passa; brasileira relata sofrimento

Furacão Irma sobe para categoria 5 enquanto ruma para Caribe e sul dos EUA

O furacão Irma tocou o solo das ilhas caribenhas de St. Barth e St. Martin, após ter passado por Barbuda, nesta quarta-feira.

"A principal preocupação que temos é (.) que afetará espaços muito densos de população, espaços nos quais as residências são, infelizmente, precárias e onde as pessoas se recusam no momento a buscar proteção em quantidade suficiente", declarou a ministra de Ultramar, Annick Girardin.

Segundo o meteorologista John Morales, o Irma é "um dos furacões mais intensos de toda a história". - Devemos ser os primeiros a ser atingidos, e já imaginamos que nosso telhado de madeira não suportará o impacto.

O furacão também passou por Porto Rico, mas acabou fazendo menos estragos do que o previsto por lá porque atingiu uma área evacuada ao norte do país.

Ainda não se sabe exatamente qual será a rota e a força com que o furacão Irma chegará aos Estados Unidos, mas um enorme plano de evacuação na Flórida continua em prática.

"Embora a trajetória exata do Irma não seja conhecida, não podemos nos dar ao luxo de estarmos despreparados", afirmou Scott em comunicado no início da semana.

A declaração de estado de emergência autoriza o Departamento de Segurança Interna e a Agência Federal de Gestão de Emergências a coordenar os trabalhos de resposta a desastres nessas zonas.

Em Guadalupe, escolas e prédios públicos foram fechados, enquanto nas Ilhas Virgens britânicas, o governador Augustus Jaspert recomendou que os moradores da ilha Anegada deixassem a localidade, destacando que o olho do furacão passará a 56 quilômetros da capital, Red Town. O líder católico embarcou hoje de manhã para Bogotá.

"Estamos sendo enfáticos. Você não pode se dar ao luxo de permanecer em uma ilha com um furacão de categoria cinco se aproximando", disse Martin Senterfitt, diretor do centro de operações de emergência do condado de Monroe, na Flórida.

O Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos informou nesta segunda-feira (4) que o Furacão Irma, que avança no mar do Caribe atingiu a categoria 4, a penúltima mais perigosa na escala Saffir-Simpson que vai de 1 a 5.

A região norte do Haiti, entretanto, pode vir a sofrer inundações, segundo especialistas.

Notícias relacionadas: