Ex-BBB é preso após ser acusado de estupro de vulnerável

Reprodução  G1

Quem é fã do Big Brother Brasil se lembra muito bem de quando Ana Paula Renault encarou o Laércio de Moura, dentro do reality e mandou ele se vestir, pois tinha que respeitar as mulheres que estavam participando do reality.

Laércio de Moura, que já está preso desde maio de 2016, após acusação de estupro de vulnerável e por fornecer bebidas alcoólicas para uma jovem de 13 anos, agora foi condenado a 12 anos de prisão pelos crimes antigos e por armazenar material (foto e vídeo) contendo cena de sexo explícito e/ou pornográfica com criança e/ou adolescente.

A decisão da Justiça foi tomada no final de agosto, mas só foi divulgada nesta terça-feira (12).

Laércio foi eliminado do BBB em fevereiro de 2016. A adolescente vítima que, na época, tinha 13 anos, confirmou o envolvimento com Laércio.

De acordo com a delegada Daniela de Andrade, o ex-BBB manteve um relacionamento por cerca de 3 anos com a jovem.

O site afirma que a família dela não sabia e procurou a polícia quando descobriu. Inclusive, os prints da conversa entre os dois foram uma das principais prova do crime.

O advogado do ex-BBB disse que vai recorrer da decisão. Inclusive, foi durante esse acontecimento, que deu início às investigações, principalmente quando ele afirmou que gostava de se relacionar somente com as novinhas, com 18, 19 ou 20 anos.

Notícias relacionadas: