Autoridades falam de danos importantes causados pelo furacão Irma

Irma perdeu intensidade ao atravessar a Florida

Além do Irma, há dois furacões em atividade entre o México e o Caribe: Katia e José, ambos de categoria 1, a mais leve na escala Saffir-Simpson. Se há uma mensagem que ainda podemos divulgar é que todos se protejam ao máximo e escutem os conselhos e determinações.

Segundo o meteorologista John Morales, o Irma é "um dos furacões mais intensos de toda a história".

- Nossa casa está cinco metros acima do nível do mar, e são esperadas ondas de oito metros, então estamos de dedos cruzados - afirmou a inglesa Alison Strand, moradora de Anguilla, uma das ilhas na trajetória do Irma.

O furacão está entre Porto Rico e as Ilhas Virgens.

O furacão Irma, a tormenta mais poderosa a se encaminhar para a Flórida em décadas, está em um caminho que apresenta o pior caso das tempestades que já atingiram o Estado. Ele também pediu à Agência Federal de Controle de Emergências (Fema, na sigla em inglês) que aprove uma declaração de desastre antes que o furacão atinja os EUA, para garantir o envio de suprimentos e socorristas ao estado. De acordo com a imprensa americana, uma mansão que o presidente tenta vender no balneário francês de St. Maarten pode estar no caminho da tempestade. O líder católico embarcou hoje de manhã para Bogotá.

Na Flórida, habituada a furacões, os moradores já enfrentam dificuldades para estocar produtos como água, gás, enlatados, pilha, bateria, lanterna e madeira para proteger janelas.

O fenômeno se formou poucos dias após o furacão Harvey devastar o Texas, nos EUA. - Foi diferente do que aconteceu no ano passado, em que um dia antes da chegada do Matthew ainda era possível encontrar produtos nas prateleiras.

Na Ilha de Antígua, com área total de 280 quilômetros quadrados, a maioria dos moradores de regiões mais baixas se abriga em casas de familiares e amigos em locais de maior altitude ou em abrigos organizados em igrejas, escolas ou prédios construídos especificamente para resistir a fortes ventos. Até o momento, o Centro Nacional de Furacões diz não poder determinar se a tempestade atingirá ou não os países da região.

O furacão Irma tocou hoje terra na ilha de Barbuda, nas Caraíbas, anunciou o Centro de Furacões dos Estados Unidos.

Notícias relacionadas: