Paraíso das Águas realiza ações de prevenção ao suicídio — Setembro Amarelo

Setembro Amarelo Seminário debate sobre mídia e suicídio

Denominada de Setembro Amarelo, a campanha se estende por todo o mês em que é celebrado, no dia 10, o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Segundo a Organização Mundial da Saúde mais de 90% dos casos de suícidio estão associados a distúrbios mentais.

Por ocasião do Dia Internacional da Prevenção do Suicídio, realizado no domingo (3), a OMS atualizou seu guia para veículos de imprensa por considerar que as informações jornalísticas podem "melhorar ou dificultar os esforços de prevenção", disse a doutora Alexandra Fleischmann, do Departamento de Saúde Mental e Abuso de Substâncias da OMS.

O observatório trata-se de uma iniciativa pioneira que tem por objetivo subsidiar a política pública de prevenção, a partir da análise das tentativas e casos de suicídio com as informações epidemiológicas, demográficas e sociais. A depressão é um dos fatores de risco, mas é uma doença diagnosticável e tratável.

Abertas à população, as tertúlias sobre prevenção do suicídio, quatro no total, vão decorrer sempre às quartas-feiras, a partir das 18:00, no Centro UNESCO, em Beja, e contar com a participação de especialistas na área. No Mundo, a cada 45 segundos, uma pessoa se suicida, totalizando cerca de 800 mil suicídios por ano.

Aqui em Pernambuco, o atendimento para crises psicológicas pode ser encontrado nos CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), na emergência do Hospital Ulysses Pernambucano e no 141 do Centro de Valorização da Vida. Uma parceria entre o CVV e Ministério da Saúde vai expandir o serviço de apoio de voluntários pelo telefone que existe há mais de cinco décadas no Rio Grande do Sul, para outros estados do Brasil.

A campanha, que começou em 2014, em Brasília, capital do Brasil, chega este ano a Beja, "a primeira cidade portuguesa a desenvolvê-la", refere a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA), num comunicado enviado hoje à agência Lusa.

Notícias relacionadas: