Náutico aposta em força ofensiva contra o Brasil-RS — Série B

Náutico encara o Brasil de Pelotas

Enquanto o time da casa se encontra em uma situação extremamente delicada, amargando a vice-lanterna do campeonato com apenas 17 pontos somados, os visitantes, em 12º lugar com 30 pontos, a apenas seis pontos do Z4, não deixam de estar com o sinal de alerta ligado.

Ao falar a respeito de cobranças, o jogador reconheceu que a torcida tem todo direito de cobrar pela campanha ruim que o clube fez em toda competição. Temos que procurar vencer todos os jogos em casa e beliscar sempre um ou três pontos fora. Foi assim que conseguimos duas vitórias contra Figueirense e Luverdense. Inclusive surpreendeu-se até com a presença de alvirrubros no Presidente Vargas, no último jogo, quando os alvirrubros perderam para o Ceará por 1×0.

É o que o técnico Roberto Fernandes buscou para comandar o treino desta segunda-feira, com os portões da Arena de Pernambuco fechados para a imprensa. E como diz o Roberto Fernandes: final não se joga, se ganha.

"Focar do primeiro ao último minuto e propor o jogo, pois sabemos que o Brasil vem para contra-atacar e teremos de fazer a nossa parte da melhor maneira possível e matar logo o duelo", declarou o armador.

"Melhoramos muito em relação à confiança dos jogadores, preparação física, ao tipo de pensamento que queremos". O Náutico é um time que pressiona o tempo todo, em tiro de meta, em lateral, então temos que achar os meios para sairmos deste tipo de pressão. A gente ganha na posse de bola. Leandro Camilo está suspenso, enquanto Teco não treinou nesta segunda-feira, devido a um desconforto muscular. Com a falta de opções, é provável que Clemer tenha que improvisar o lateral Éder Sciola, enquanto Cirilo deve ocupar a outra vaga.

O Timbu deve ser escalado com: Jeferson; Joazi, Aislan (Breno Calixto), Feliphe Gabriel e Henrique Ávila; Amaral, Diego Miranda e Giovanni; Iago (Bruno Mota), Gilmar e William.

Notícias relacionadas: