Ex-senador boliviano asilado no Brasil é hospitalizado após acidente de avião

1/8O ultraleve ficou completamente destruído

O estado de saúde do político continua grave.

O Centro de Comunicação Social da Aeronáutica informou ao G1, neste domingo (13), que todos os procedimentos iniciais sobre a queda da aeronave foram feitos pelo Seripa, mas que ainda não há detalhes sobre as suspeitas da causa do acidente.

Um avião pilotado pelo ex-senador boliviano Roger Pinto Molina caiu na tarde deste sábado na cidade brasileira de Luziânia, em Goiás. De acordo com o Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, o primeiro atendimento foi feito no local do acidente pela corporação de Goiás, mas, como Luziânia é próxima ao DF e é nele que haveria estrutura melhor de atendimento, um helicóptero foi enviado de Brasília para a remoção. O ex-senador boliviano está em estado grave no Hospital de Base de Brasília.

Segundo o jornal Correio Braziliense, Molina ficou preso às ferragens e foi levado ao hospital com traumatismo craniano e traumas de face e de abdômen - ele ainda sofreu uma parada cardiorrespiratória.

Roger Pinto Molina refugiou-se na embaixada brasileira em La Paz no dia 28 de maio de 2012. Molina, então senador de oposição ao governo boliviano, entrou no Brasil em 2013 depois de uma travessia controversa, com o auxílio do diplomata brasileiro Eduardo Saboia, que agiu sem autorização do Itamaraty. Em 8 de junho do mesmo ano, o Brasil concedeu asilo ao senador. Segundo a denúncia, ele foi responsável por prejuízo de mais de 1,6 milhão de dólares aos cofres públicos em 2000, acusado de conceder recursos de maneira irregular à Universidade Amazônica de Pando.

Notícias relacionadas: