Saiu a punição do Vasco pela briga em São Januário

Torcedor do Vasco morre após clássico com o Flamengo

A decisão partiu do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, que condenou ainda o clube carioca a pagar 20 mil euros de multa, devido aos incidentes ocorridos durante e após o jogo frente ao Flamengo, a 8 de julho.

- Dizer que a PM evitou uma tragédia? No início o Vasco apresentou a defesa, com declarações do advogado, Paulo Rubens Máximo, e participação de duas testemunhas: Ricardo Vasconcellos, assessor da presidência, e Luciano Hostins, sub-procurador geral. Como se atira bomba indiscriminadamente no meio da torcida? Para Eurico, criou-se uma atmosfera de que o Vasco teria sido o responsável pelos episódios promovidas pela torcida em São Januário, após derrota no clássico contra o Flamengo, na semana passada. Não é organizada. É em crianças, idosos. Chegando ao ponto de um (policial) se vangloriar que atirou. "O Vasco não tinha interesse nenhum no que aconteceu", se defende. Interessa à PM ver isso? Não.

O primeiro jogo de punição do Vasco será apenas no dia 31, quando receberá o Atlético Paranaense.

O Vasco anexou como provas fotos de possíveis torcedores que participaram da baderna identificados, imagens de candidatos de oposição com membros de organizadas, postagens de opositores nas redes sociais supostamente incitando à violência, além de laudos técnicos que garantiam a realização da partida em São Januário. A denúncia teve como base o artigo 213 do CBJD e seus três incisos (cujo caput é "Deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir."). Houve tentativa de invasão de campo, e cabines de imprensa foram também foram alvo de vândalos.

O Flamengo também foi punido com multa de R$ 5 mil, por causa de um objeto jogado no gramado pela torcida rubro-negra.

Mas a denúncia ainda traz mais um artigo, o 211: "Deixar de manter o local que tenha indicado para realização do evento com infraestrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para sua realização.".

Os torcedores destruíram as instalações do estádio, e a confusão se prolongou pelas ruas do bairro de São Cristóvão, onde Davi Rocha Lopes acabou sendo baleado e depois morreu quando era levado para o Hospital Municipal Souza Aguiar.

Os jogadores do Vasco se reapresentam já nesta segunda-feira, em São Januário. A morte do vascaíno é investigada pela Delegacia de Homicídios.

Notícias relacionadas: