Morre George Romero, diretor de A Noite dos Mortos-Vivos

George A. Romero em 2005

Ele sofria de um câncer de pulmão. O filme custou, à época, US$ 114 mil e rendeu US$ 30 milhões em bilheteria.

O filme que se tornou um culto foi feito por 100.000 dólares e a partir de 1999 passou a figurar no registo nacional da cinematografia dos Estados Unidos, mas a obra restante de George Romero não atingiu esse estatuto, mesmo a que desenvolveu a narrativa dos mortos que regressam à vida para atormentar os que restaram. Ele era conhecido como "o pai dos filmes de zumbi".

A película também chamava a atenção por trazer um protagonista negro, o ator Duane Jones. (.). Agora, por causa de Guerra Mundial Z e The Walking Dead, eu não consigo fazer um filme pequeno e modesto de zumbis, que deveria ser algo sociopolítico. O sucesso do longa ajudou Romero a tirar da gaveta o projeto para a nova trilogia "Terra Dos Mortos", "Diário dos Mortos" e "A Ilha dos Mortos".

Recentemente, ele chegou a ser anunciado como diretor de um dos filmes da franquia "Resident Evil", mas se desligou do projeto por diferenças criativas.

George Andrew Romero nasceu em 1940, em Nova York. Estudou arte e design gráfico, mas enveredou por uma carreira no audivosual, fundando a sua própria produtora, nos anos 60. Ele estava acompanhado pela esposa e filha.

Notícias relacionadas: