Paulinho confirma proposta e admite interesse em jogar pelo Barcelona

Hernanes não entra em campo desde 21 de abril e teve sua inscrição no campeonato cancelada

O Barcelona tentou, mas o Guangzhou Evergrande se negou a negociar o volante Paulinho. O clube chinês disse ontem que rejeitou uma oferta de 20 milhões de euros (R$ 74 mi).

O time deixou claro que não vai abrir mão de suas convicções e só vai liberar Paulinho caso recebe 40 milhões de euros (R$ 150 milhões), valor da multa rescisória do atleta.

"Hoje eu estou num momento maravilhoso da minha carreira, da minha vida. Quando aparece uma proposta como a do Barcelona, tem que pensar em tudo, pôr na balança todas as coisas", afirmou.

"Depois de toda a conversa, não vou ser hipócrita e dizer que não estou pensando em um dos melhores clubes do mundo, com grandes craques", completou. A negociação por Paulinho está sendo acelerada nesta semana porque sexta-feira é o prazo para novas transferências no futebol chinês. Em 2015, acertou com o Guangzhou Evergrande, atual hexacampeão da Super Liga Chinesa.

"Eu fui para o Tottenham e na minha segunda temporada, principalmente nos últimos seis meses, eu não estava atuando, perdi a confiança, não estava feliz, não pelo clube, não por funcionários, enfim".

Observado de perto por Robert Fernández, secretário-técnico do Barcelona, Paulinho convenceu o clube espanhol de que seria um ótimo reforço graças às suas ótimas atuações pela Seleção Brasileira.

Notícias relacionadas: