Datafolha revela que Lula lidera intenções de voto para 2018

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa de comício pela reeleição de Dilma Rousseff em outubro de 2014 em São Bernardo do Campo São Paulo

O deputado federal registra tendência de alta.

Neste cenário, a pesquisa considerou uma eventual candidatura do governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), que aparece com 8% das intenções de voto. E sua reijão cresceu para 35%, atrás apenas da de Lula (46%). A menor rejeição é do ex-ministro do Supremo Joaquim Barbosa, que conta com 16%.

Em simulações de segundo turno, Lula teria vantagens significativas contra os tucanos Geraldo Alckmin e João Doria e contra o deputado Jair Bolsonaro. Mas um empate acontece na margem de erro, de dois pontos para mais ou para menos, entre o ex-presidente, Marina e o juiz Sérgio Moro. A margem de erro é de dois pntos percentuais para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%. Em dezembro de 2016, passou para 8%. Lula ganha em todos os cenários de primeiro turno simulados. Na disputa com Dória Lula aparece na frente com 30%, Marina e Bolsonaro, 15% cada um, e o prefeito, 10%.

Em uma simulação com Moro candidato, o juiz, responsável pela Operação Lava Jato em primeira instância, ficaria em segundo lugar, com 14%, empatado com Marina (14%) e Bolsonaro (13%).

Quando disputa com Alckmin, fica com 30%, e o tucano, com 8%, em terceiro.

A enquete foi realizada entre os dias 21 e 23 de junho.

Marina lidera (22%), mas com vantagem mais estreita do segundo colocado, Bolsonaro (16%). Sem Lula, o número de indecisos e votos brancos e nulos iria a 28%. Brancos e nulos são 14%, e os indecisos, 2%. Brancos e nulos são 15%, e os indecisos somam 2% do total.

Caso o ex-presidente Lula, réu em processos da Lava-Jato, não possa ser candidato em 2018, Marina lidera o cenário, com 22%. O pedetista aparece na frente se confrontar João Dória, mas com empate técnico: 34% a 32%.

Atualizado em 26/06/2017 08h28O petista tem 30% das intenções de voto do eleitorado. Em todas as últimas simulações, aliás, o ex presidente desponta em primeiro lugar na preferência das pessoas ouvidas. A ex-senador saiu de 7% e foi para 5% das intenções de votos se as eleições presidenciais de 2018 fossem hoje.

Confira abaixo o gráfico com os resultados previstos pelo Instituto no primeiro turno.

Notícias relacionadas: