Datafolha - PT atinge sua maior popularidade desde 2013: 18%

Então vice-presidente fez a avaliação em setembro de 2015 sobre as dificuldades que Dilma teria que enfrentar para concluir segundo mandato

Em meio à crise política e econômica atravessada pelo governo de Michel Temer e as denúncias que atingiram o até então presidente nacional do PSDB, Aécio Neves, a popularidade do Partido dos Trabalhadores (PT) entre os eleitores brasileiros voltou a crescer, segundo pesquisa divulgada pelo Instituto Datafolha neste domingo (25). Em dezembro do mesmo ano, o PT continuava a pontuar 11% e o PSDB chegava a 8%.

A grande maioria dos entrevistados, 59%, não tem preferência por nenhum partido. Considerando a série histórica, o PT alcançou o auge da popularidade em março de 2013, sendo preferido por 29% dos entrevistados em março de 2013, portanto pouco antes das manifestações de junho, ainda dentro da gestão Dilma.

Em 3 de setembro de 2015, quando era vice-presidente da República, Michel Temer analisou a baixa avaliação do governo Dilma Rousseff.

A nova pesquisa mostra o PMDB de Temer e o PSDB de Aécio empatados como segundo partido mais popular do Brasil, com 5% de preferência cada um. Em dezembro do ano passado, tinha 9%. Foram eles: PSOL, PV e PDT, que tiveram, cada um, apenas 1% da preferência na pesquisa. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

O crescimento na popularidade do PT acontece ao mesmo tempo em que o governo Michel Temer chega à menor marca registrada pelo Datafolha em 28 anos.

Para os investigadores, o tucano usou o cargo para atuar em benefício da J&F, a holding da JBS, além da ingerência do PSDB em assuntos governamentais.

Notícias relacionadas: