Situação em Góis "é preocupante" e pode agravar-se

Fogo no concelho de Góis obriga a evacuar aldeias

O fogo que deflagrou ao início da tarde de sábado numa área florestal em Escalos Fundeiros, em Pedrógão Grande (distrito de Leiria), provocando 64 mortos, previa-se ficar controlado durante esta terça-feira, no entanto, verificou-se um agravamento da situação levando à evacuação de 27 aldeias no concelho de Góis.

"Atenta aos recentes acontecimentos que têm assolado o distrito de Coimbra, a Comissão Distrital de Proteção Civil de Coimbra, na qualidade de órgão de coordenação em matéria de proteção civil", tomou esta decisão durante uma reunião extraordinária, refere, em comunicado. Um outro incêndio, no concelho de Penela, também na região centro de Portugal, está a mobilizar 153 bombeiros e 49 veículos.

O país continua a viver num pesadelo desde sábado, 17 de junho, altura em que começou o incêndio em Pedrógão Grande, Leiria.

A responsável adiantou que a Câmara de Góis disponibiliza cerca de 70 camas para desalojados no edifício da residência de estudantes. O Plano Municipal de Emergência de Góis foi ativado às 14h de hoje, devido ao incêndio. Em Pedrógão as autoridades evacuaram 13 aldeias.

Esta tarde, em declarações à agência Lusa, a presidente da Câmara de Góis, Lurdes Castanheira, tinha enumerado 11 das aldeias já evacuadas: Cadafaz, Sandinha, Candosa, Capelo, Corterredor, Cabreira, Aldeia Velha, Candosa, Carvalhal do Sapo, Tarrastal e de Folgosa.

O comandante operacional da Protecção Civil, Vítor Vaz Pinto, disse hoje que o incêndio de Góis "é preocupante", uma vez que está a lavrar com grande intensidade.

12h36 - A alastração das chamas em Góis obrigou à evacuação de um lar de isosos, pertencente à Cáritas Diocesana de Coimbra. A mesma fonte disse que pode haver a necessidade, de ainda esta manhã, evacuar mais uma. 56 idosos foram retirados das instalações. Desde então, as chamas chegaram aos distritos de Castelo Branco, através do concelho da Sertã, e de Coimbra, pela Pampilhosa da Serra.

As localidades de pequena dimensão evacuadas "foram por precaução, mas o incêndio não chegou lá", acrescentou o governante, que falava aos jornalistas no posto de comando instalado na Selada do Braçal, junto à Estrada Nacional 112, que dá acesso à Pampilhosa da Serra.

Notícias relacionadas: