Incidente de Londres é atentado terrorista por sua metodologia, diz polícia

Reuters Área do atropelamento em Finsbury Park em Londres na madrugada desta segunda-feira

A mesquita de Finsbury Park era conhecida, no início dos anos 2000, por ser um lugar de militantes islamitas de Londres, que frequentavam o centro para escutar os incendiários sermões de Abu Hamza. A polícia disse que o motorista foi detido pela multidão até a chegada dos agentes. "Não foi um acidente, eu vi tudo". Uma pessoa morreu e dez ficaram feridas com gravidade.

Em comunicado, a polícia adianta que "oito pessoas foram transportadas para três hospitais diferentes" e que "duas foram tratadas por local a ferimentos ligeiros".

A primeira-ministra, Theresa May, descreveu o ocorrido como um "terrível incidente" e acrescentou: "Todos os meus pensamentos estão com os feridos, seus entes queridos e os serviços de emergência no local".

Relatos no Twitter dão conta de que o condutor do veículo foi manietado por peões e entregue à polícia quando esta chegou ao local, cerca das 00:20.

As autoridades britânicas estão a tratar o atropelamento fatal junto à mesquita de Finsbury Park, no norte de Londres, como um ataque terrorista. No primeiro aniversário dos ataques de 11 de setembro, ele foi um dos organizadores de uma palestra na mesquita elogiando a ação dos sequestradores. Mohammed Kozbar‏, líder da mesquita local, partilhou no Twitter uma mensagem de solidariedade "àqueles que foram feridos ou afectados por este ataque cobarde", referindo as "muitas vítimas no chão". "Dizemos que é um ataque terrorista, como fizemos no caso de Manchester, Westminster e na Ponte de Londres", frisou. Essa úlima informação não foi confirmada pela polícia.

Testemunhas citadas pelos 'media' também indicaram que a carrinha branca investiu contra um grupo de fiéis de propósito. Há uma vítima mortal e nove feridos a registar.

As imagens divulgadas através das redes sociais mostram um grande aparato, com ambulâncias, carros da polícia e dezenas de transeuntes na rua.

"A Polícia foi alertada às 00H20 (23H20 GMT, 20H20 horário de Brasília) depois que um veículo colidiu com pedestres", informou a Polícia em comunicado. Mais tarde, disse ter visto a polícia a remover o corpo de uma vítima mortal.

Notícias relacionadas: