Menina de 2 anos morre após ser supostamente estuprada por padrasto

Criança de 2 anos morre após ser estuprada

Segundo a Polícia Civil, o principal suspeito é o padrasto da criança, Valderi Eloi Bonfim, 59 anos, que foi preso. A mãe estava em casa no momento do crime, mas não teria presenciado o estupro. A delegada informou que a mãe da criança, que aparenta ter distúrbios mentais, estava no quintal estendendo roupas e só entrou em casa ao ouvir os gritos da criança. Além do laudo, policiais encontraram no bolso da bermuda do acusado comprimidos que têm o efeito de estimulante sexual.

Segundo a delegada Juliana Pontes, a criança passou por pelo menos cinco paradas cardíacas na unidade de saúde. "Quando ela entrou no quarto viu o marido com a filha já desmaiada aos braços", disse a delegada em entrevista ao site G1.

A mãe chegou a ser levda para a delegacia e foi liberada após prestar esclarecimentos. Segundo informações da polícia, ela e o acusado estavam morando juntos há apenas dois meses. O suspeito é de Paulo Afonso, mas de acordo com a polícia, morou em Sergipe por dois anos e retornou para a Bahia há pouco tempo.

O corpo da menina foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Paulo Afonso e deve passar por perícia para confirmar a causa da morte. Não há detalhes do sepultamento.

Uma menina de dois anos morreu nesta sexta-feira (16), após ser supostamente estuprada pelo padrasto na cidade de Paulo Afonso, no norte da Bahia.

Porém, as investigações da polícia não deixam dúvidas de que ele abusou sexualmente da criança. Ao conduzi-la para o quarto, a menina desmaiou.

Notícias relacionadas: