Eldorado atinge produção de 730 mil/t de celulose em Três Lagoas

Chilena Arauco diz que avalia possível investimento na Eldorado

Conforme uma fonte, que pediu para não ser identificada porque os termos do acordo ainda são confidenciais, a Eldorado Brasil também é alvo de interesse da Suzano Papel e Celulose e da Fibria, que estariam atraídas pela significativa redução de custos decorrente da aquisição.

A Arauco, unidade do grupo chileno Copec, apresentou uma proposta pela Eldorado Celulose, controlada pela J&F Investimentos.

“A Fibria seria a candidata mais forte em uma situação normal, mas agora parece mais difícil que a empresa coloque um cheque na mão dos Batista, já que tem o BNDES como seu acionista”, disse o executivo sobre a maior produtora mundial de celulose de eucalipto, com receita de R$ 9,6 bilhões em 2016.

Outras interessadas – Ainda conforme o Valor, os irmãos Wesley e Joesley Batista estão empenhados em conversar pessoalmente com interessados na empresa, mas até agora não mandatou banco para oferecer o ativo.

A Arauco, subsidiária do conglomerado Copec, disse em carta ao regulador chileno que para uma avaliação mais profunda pela Eldorado assinou um "acordo de confidencialidade". O valor de R$ 11 bilhões já inclui os R$ 8 bilhões em dívidas que a Eldorado possui.

Também não é descartado por fontes um arranjo entre uma fabricante local e uma companhia estrangeira na reta final das negociações.

Brasília - Principal foco do governo para a atração de investimentos chineses, as ferrovias foram criticadas por potenciais investidores pelo fato de não comporem um. “A concentração em apenas uma empresa não tem se demonstrado uma estratégia adequada”, disse o secretário Jaime Verruck ao afirmar que nenhuma das empresas citadas na matéria procurou o estado para falar sobre a possível compra.

Notícias relacionadas: