Vanderlei brilha de novo, Kayke marca e Santos bate o Palmeiras

Santos x Botafogo

Jean Mota foi à linha de fundo e Kayke concluiu a gol aos 5 minutos. Nesta quarta-feira, ele fechou o gol da equipe no clássico diante do Palmeiras, principalmente no segundo tempo, e foi fundamental para garantir o triunfo por 1 a 0, na Vila Belmiro, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Mas um ponto que você perde não é tão importante quanto um jogo tão bom como o que fizemos. Desde que reassumiu o time, Cuca tem quatro vitórias, um empate e cinco derrotas. Apresentado oficialmente na última segunda, o novo treinador teve apenas um dia para treinar o time antes do clássico.

"Vou analisar o jogo no contexto geral". O primeiro tempo mais estudado, mais contido, poucas oportunidades, três ou quatro, o Santos também teve três ou quatro.

Fernando Prass; Mayke, Edu Dracena, Antônio Carlos e Juninho; Thiago Santos (Raphael Veiga); Róger Guedes, Tchê Tchê (Jean), Guerra e Zé Roberto (Keno); Willian. O Santos ficou melhor por dez, 12 minutos depois do gol. Próxima partida não sabemos quem jogará, todos se doaram muito e podemos ter ausência por conta do cansaço. Se o colombiano não atua nesta noite por estar retornando após ir para a sua seleção, o "bigode", entra em campo hoje podendo se firmar ainda mais.

Se o Santos recebeu, grande parte da responsabilidade é de Vanderlei. O Palmeiras ficou com sete pontos e caiu para 15ª posição, um a mais que o Atlético-MG, 17º, equipe mais bem classificada na zona de rebaixamento. Após a saída do ex-treinador, o atacante Lucas Crispim foi reintegrado. Com o retorno de Lucas Lima à armação, o camisa 7 vai para o banco de reservas. É um lado muito técnico e outro com muita velocidade. O técnico Cuca avançou o time e encurralou o Santos. Mesmo sem grande atuação do atacante e abusando dos chuveirinhos na área, o Palmeiras conseguiu abafar o adversário e teve boas chances de gol, mas parou na falta de pontaria e em grandes defesas de Vanderlei.

"O Levir não recuou, é que o Palmeiras não se entregou".

FOGUEIRA/ Apesar de assumir o time em um momento mais calmo, Levir Culpi tem pela frente um compromisso nada fácil. Eu iria mexer quando ainda estava 0 a 0, mas tomamos o gol, aí mudamos. Já o Palmeiras tentará se recuperar da derrota enfrentando o Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador, em jogo a ser realizado no domingo (18), às 16 horas.

Notícias relacionadas: