Cruzeiro oficializa contratação de ex-botafoguense Sassá

O atacante Rafael Sóbis foi liberado pelo departamento médico e participou da parte física da atividade

O atacante Sassá foi apresentado como reforço do Cruzeiro na tarde desta terça-feira (13), na Toca da Raposa II. A escolha pelo clube celeste, segundo o atacante, foi tomada desde o momento em que a oportunidade surgiu na sua carreira, mesmo com a possibilidade de jogar no Palmeiras, atual campeão brasileiro. Por conta de problemas indisciplinares, Sassá foi afastado duas vezes em 2017. Como parte da negociação, Botafogo e Cruzeiro devem permanecer com 50% dos diretos econômicos de cada atleta.

- Quem acompanha tudo que aconteceu no Rio sabe o que realmente aconteceu.

"Mágoa não tenho. Lá tenho grandes amigos". O que aconteceu foram algumas brigas internas, e perdi um pouco o clima lá. "Lá foi o clube que me revelou, guardo com bastante carinho no meu coração", disse. Porém, ele rechaçou que tenha tido qualquer tipo de problemas extracampo no Rio de Janeiro. O valor foi considerado alto pela diretoria do clube carioca, que preferiu vender o avante, antes de o jogador ter a possibilidade de assinar pré-contrato com outra equipe. Flamengo e Palmeiras chegaram a consultar a situação do jogador.

Sassá desembarcou em Belo Horizonte na semana passada, realizou exames médicos e voltou ao Rio de Janeiro para cuidar da mudança. Para ter Sassá, o Cruzeiro cedeu ao Botafogo o meia-atacante Marcos Vinícius.

Os mineiros entram em campo nesta quarta-feira, diante do líder Corinthians, em Itaquera, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Recuperado de uma importante lesão na coxa esquerda, o atacante Rafael Sóbis foi liberado pelo departamento médico e participou da parte física da atividade, trabalhando com os colegas pela primeira vez após a contusão. O time celeste agora corre para regularizá-lo no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF a tempo de colocá-lo em campo contra o Grêmio, na segunda-feira que vem. O último jogo do atleta com a camisa botafoguense foi na derrota carioca para o Barcelona de Guayaquil por 2 a 0, em jogo disputado na Copa Libertadores da América no dia 2 de maio. Em um semestre no Nordeste, Sassá disputou 22 partidas e marcou nove gols.

Notícias relacionadas: