Negócios: Em Paris, Henrique Meirelles é chamado de 'golpista

Meirelles: dados do investimento até agora foram positivos; em maio foi robusto

A intervenção do ministro da Fazenda em Paris foi interrompida com gritos de "Golpista!" e "Corrupto!" por uma mulher que o acusou de ter conta na Suíça.

O ministro das Finanças do Brasil, Henrique Meirelles, foi chamado hoje de golpista antes de discursar no Fórum Internacional Económico para a América Latina e Caribe, que decorre em Paris.

Meirelles também foi chamado de "mentiroso" e "corrupto”".

Ela seguiu o protesto durante alguns minutos e não parou até que foi retirada do local por seguranças do evento.

O ministro participava do painel "América Latina e Caribe diante dos novos desafios da Globalização", juntamente com o ministro da Produção da Argentina, Francisco Cabrera, quando aconteceu o protesto.

O Fórum havia sido aberto um pouco antes na manhã pelo ministro da Economia francês, Bruno Le Maire, o secretário-geral da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Angel Gurrìa, o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Luís Alberto Moreno, e o presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, que já não se encontravam mais no auditório no momento do incidente.

Ao sair do evento, mas ainda dentro do prédio do Ministério de Economia e Finanças, a mulher disse aos seguranças, falando ainda em língua portuguesa, que era militante do Partido dos Trabalhadores.

Depois, correspondentes brasileiros tentaram abordar a manifestante ainda nas instalações do prédio, mas os seguranças não permitiram e a retiraram do local. Contudo, apenas com a posse de Michel Temer como presidente interino da República, em maio de 2016, é que foi nomeado.

Notícias relacionadas: