Abutres "gays" se tornam papais chocando "ovo de aluguel"

Abutre-fouveiro durante voo

Este caso se tornou especial porque foi a primeira vez que um casal de abutres chocou um ovo dentro de um zoológico na Holanda. A cria, com 20 dias, está a ser acompanhada pelos dois pais. "Sempre construíram o ninho em conjunto e têm uma relação muito forte", disse Job van Tol à "BBC".

"Já os temos cá há alguns anos".

Quando o staff do Zoo descobriu um ovo abandonado enviou-o para uma incubadora.

De acordo com a BBC, o casal já dividia um ninho juntos e teve a chance de cuidar de um filhote após funcionários descobrirem um ovo abandonado que nenhum dos abutres queria adotar.

"Mas, sendo machos, a única coisa que eles não conseguem é colocar um ovo", acrescentou.

"Sabíamos que era bastante arriscado e não tínhamos qualquer garantia de sucesso, mas decidimos que este era o momento deles e quisemos dar-lhes esta oportunidade", referiu.

Segundo o tratador, os dois abutres pais são muito protetores com a cria. “Como acontece com algumas espécies de pinguins, abutres fazem de tudo um pouco, alternando todas as tarefas domésticas. As fêmeas põem ovos, mas são chocados em conjunto e tanto fêmeas como machos procuram comida. Outra ave nasceu no mesmo período, de um casal heterossexual resgatado de um acidente rodoviário em Espanha. "Na maioria das espécies de abutres, é difícil distinguir os machos das fêmeas [por serem muito maternais].", explicou Corinne Kendal, especialista em abutres do North Carolina Zoo, nos Estados Unidos.

Notícias relacionadas: