Idosa encontrada morta dentro de arca frigorífica

PJ investiga morte de idosa encontrada em arca frigorífica

Uma mulher, com cerca de 80 anos, foi encontrada morta na própria casa, dentro de uma arca frigorífica, esta segunda-feira à noite, em Salreu, Estarreja.

"O caso está a ser investigado", referiu fonte da Diretoria de Aveiro da PJ, sem adiantar mais pormenores.

De acordo com o CM, o corpo não apresentava sinais de agressão, o que poderá indicar que foi colocado na arca ainda com vida.

Não está para já excluída qualquer hipótese: a PJ admite a tese de assalto ou de ajustes de contas, atendendo a que Maria de Lurdes Marques tinha alguns conflitos com os vizinhos.

Para já, o corpo da idosa, que foi ontem transportado para o Instituto de Medicina Legal no Porto, ainda se encontra congelado e terá de ser descongelado lentamente, pela exposição à temperatura ambiente, de forma a que não se percam tecidos que possam ser decisivos na autópsia. O familiar terá ido à casa da vítima, que estaria toda remexida, mas não a encontrou, o que o levou a chamar as autoridades.

Segundo o último balanço da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima sobre violência contra idosos, entre 2013 e 2015 registaram-se 2603 vítimas, a maioria mulheres.

Notícias relacionadas: