Schäuble diz que Centeno é o "Ronaldo do Ecofin"

Marques Mendes diz que Centeno está

"Há uma posição de Portugal dentro do Eurogrupo em muitas matérias estruturantes para o funcionamento do Eurogrupo e da União Europeia e é nesse contexto que as conversas existem", explicou. "Portugal - o novo menino bonito ds reformas europeias", era a consideração que encabeçava um artigo da revista online norte-americana 'Politico'.

"À margem do encontro dos ministros das Finanças em Bruxelas, o ministro Schäuble teve uma conversa sobre futebol e a estrela portuguesa de futebol Cristiano Ronaldo". Portugal estava à beira das sanções económicas da União Europeia e o sucesso do seu novo governo de coligação de Esquerda estava longe de ser assegurado.

O líder de bancada do Partido Socialista, Carlos César, não foi na cantiga e disse preferir "reter as últimas observações do sr. ministro das Finanças [alemão], desconsiderando o Estado Português". "E em janeiro de 2018 teremos promovido, numa discussão que está em curso e que irá continuar em curso, uma redução da carga fiscal adicional, para um conjunto muito significativo e representativo das famílias portuguesas com rendimentos mais baixos", sublinhou. "Isso pode significar, por exemplo, e esse número vou arriscá-lo, que o crescimento do segundo trimestre venha a ser superior a 3% em termos homólogos, dada a aceleração que estamos a assistir", disse Mário Centeno hoje em entrevista à Reuters.

O governante também manifesta confiança que a economia cresça acima de 2% no total do ano de 2017.

"Nós consideramos que para actividade económica, aquilo que o Governo deve dizer e insistir em termos de mensagem é: há uma aceleração da actividade, essa aceleração está sustentada em exportações e investimento, é portanto algo que tem condições para permanecer durante vários trimestres". Ou terá sido um erro de percepção mútua?

Notícias relacionadas: