Gabigol abandona banco do Inter antes do final da partida — VÍDEO

Sem chances de Europa League Inter aproveita vacilos da Lazio e volta a vencer

E, já na etapa final, pouco depois de Keita Baldé Diao ser expulso, o atacante brasileiro Eder fez o terceiro e sacramentou o triunfo da Inter de Milão.

Ao ver que o time nerazzurro já tinha realizado as três substituições na vitória de virada sobre a Lazio, Gabigol se irritou por não ter entrado em campo, deixou o banco de reservas antes do fim da partida e foi para o vestiário. A atitude surpreendeu os jogadores da Inter.

Normalmente falante e extrovertido, Ribeiro preferiu adotar o silêncio. "É muito delicado", afirmou o empresário do jogador à reportagem do Estado, pedindo para não se estender no tema. O atacante, que é reserva, percebeu que não seria utilizado pelo treinador Stefano Vecchi e decidiu recolher seus pertences e abandonar o banco antes do jogo.

- Esperava entrar? Talvez, como todos aqueles que estão sentados no banco. Foram apenas oito partidas disputadas (todas entrando no fim) e um gol no Calcio. "Acho que para a próxima temporada nós precisamos resolver as pequenas coisas primeiro, começando pelo comportamento, e essa oportunidade surgiu para resolver problemas durante essa fase difícil", disse Vecchi, cobrando uma punição ao brasileiro. Ele provavelmente tinha grandes expectativas, assim como o clube e os fãs tinham sobre ele. Ele tem grandíssima qualidade, mas deve ficar a serviço do grupo. "Por que não encontrou espaço com nenhum dos treinadores nesta temporada?", disse o técnico após o jogo que garantiu a Inter na sétima posição do Italiano, com 59 pontos.

A Inter de Milão já teve três técnicos nessa temporada e quem mais aproveitou Gabigol foi Stefano Pioli. Com informações do Estadão Conteúdo.

Notícias relacionadas: