São Gonçalo celebra Dia Nacional da Luta Antimanicomial

Conselheiros de Saúde alegam que a Prefeitura de Santos não deu retorno sobre as denúncias apontadas

Ao longo do mês de maio, a Secretaria de Saúde do Recife vai promover uma série de atividades para conscientizar a população sobre a Desinstitucionalização dos Manicômios.

O Movimento Antimanicomial tem como característica a luta pelos direitos das pessoas com sofrimento mental.

No Caps Vida, cujo foco principal são pacientes com transtorno mental grave e crônico, são 380 atendimentos ativos, sendo 74 pacientes com frequência diária para reabilitação. A programação inclui mesa redonda, roda de debates sobre saúde mental, distribuição de panfletos, além de palestras sobre os Centros de Atenção Psicossocial (Caps). "Trata-se de uma rede integrada que está sendo reorganizada pela Prefeitura, para aprimorar os serviços prestados a cada dia", explicou Nanci.

Na terça-feira (16), a partir das 14h, no auditório da Secretaria de Saúde, a rede municipal de atenção psicossocial ofertará um fórum sobre a radicalização no cuidado antimanicomial, com a presença de profissionais discutindo sobre o tema. O município também abriga 48 pacientes em seis Residências Terapêuticas mantidas pela Prefeitura. Passados mais de 20 anos da criação do Sistema Único de Saúde (SUS), torna-se necessário reafirmar os valores e princípios da Reforma Sanitária e da Reforma Psiquiátrica Brasileira, sobretudo os ideais de ampliação da esfera pública e de transformação social que motivaram essa importante conquista da sociedade brasileira. Após a caminhada, as atividades continuam no Caps II, na Ilha da Figueira, com almoço, apresentação de vídeo das outras edições da caminhada, roda de conversa e roda de música.

Notícias relacionadas: